O prefeito de Contagem, Carlin Moura (PCdoB), participou do Encontro Regional dos prefeitos da Região Metropolitana de Belo Horizonte, com a presença do ministro da Saúde, Ricardo José Magalhães Barros, na quarta-feira (27/7), no auditório da Prefeitura de Ibirité. O objetivo do encontro foi dar uma oportunidade aos prefeitos de apresentarem ao ministro a realidade e as dificuldades vividas pelos municípios para atenderem às demandas da saúde.

O prefeito de Ibirité, Antônio Pinheiro Neto (Pinheirinho) agradeceu a presença de Ricardo Barros e destacou que é a primeira vez que a cidade recebe a visita de um ministro da Saúde. Ressaltou que um governo de unidade só se efetiva dando oportunidade de ouvir aqueles que estão mais próximos do povo como deputados estaduais, prefeitos e vereadores.

Carlin Moura destacou que uma das dificuldades enfrentadas diz respeito ao recebimento das emendas empenhadas destinadas aos municípios. A legislação determina que se invista 15% dos recursos do município para a saúde. Contagem destina quase 30% do orçamento no setor. Ainda durante a gestão do PCdoB, foram entregues para a população dois grandes equipamentos: a Nova UPA JK e o maior Centro Materno Infantil de Minas Gerais, que aumentou a capacidade de 250 para 600 partos mês.

Carlin afirmou, ainda, que mesmo em momento de crise, o município nunca deixou de buscar recursos para ampliar a rede de saúde. Prova disso é que Tribunal de Contas do estado aprovou o edital e Contagem foi uma das cidades escolhidas para receber um curso de medicina, e assim, acelerar o “Programa Mais Médicos”.

Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, os estados e municípios precisam gerir melhor os recursos da saúde, uma vez que “corremos um sério risco do sistema entrar em colapso porque a sociedade tem uma capacidade limitada de pagar impostos e consequentemente o estado fica limitado na redistribuição dos repasses”, disse, ressaltando que, em função da crise econômica e o déficit no orçamento, o governo federal se viu obrigado a realocar recursos do tesouro para que serviços essenciais à população não fossem suspensos.

A visita do ministro da Saúde partiu de um convite do deputado federal Toninho Pinheiro e do presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado estadual Arlen Santiago.

Marcaram presença no encontro: Carlaine Pedrosa, prefeito de Betim; José Geraldo Dias de Oliveira, prefeito de Caeté; José Inácio Pereira, prefeito de Funilândia; Fábio Moreira Santos, prefeito de Jaboticatubas; Fernando Pereira Gomes Brito, prefeito de Lagoa Santa; Elson da Silva Santos Junior (Juininho), prefeito de Mário Campos; Antônio Divino de Souza, prefeito de Matozinhos; Carlos Alberto Coelho de Azevedo, prefeito de Raposos; Diógenes Gonçalves Fantini, prefeito de Sabará; Carlos Moura Murta, prefeito de Vespasiano; Acione Albuquerque, prefeita de Santo Antônio do Grama; e Carlos Alexandre, prefeito de Alvinópolis.