• Facebook
  • Twitter

O vereador Paulo Prado, Prefeito Carlin Moura, secretário de Comunicação e Transparência, Albert Plucky e Carlos Xavier, secretário adjunto de Esporte, Lazer e Juventude, na cerimônia de apresentação da tocha olímpica

No último dia 4, o prefeito de Contagem, Carlin Moura, encontrou-se em Brasília com a presidenta Dilma Roussef, o ministro dos esportes, George Hilton, e o presidente do Comitê Organizador Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, para participar da cerimônia de apresentação da tocha olímpica para os jogos olímpicos que serão sediados no Rio de Janeiro.

O compromisso com o incentivo à prática esportiva do governo do prefeito Carlin Moura (PCdoB) garantiu a cidade de Contagem, segunda maior de Minas em população, estar entre as 300 cidades brasileiras que receberá a tocha olímpica. O símbolo olímpico deverá passar pela cidade durante o revezamento que passará por 300 cidades brasileiras, antes de acender a pira na cerimônia de abertura dos Jogos Rio 2016, que acontece no dia 5 de agosto.

No evento, organizado pelo Ministério dos Esportes, o prefeito Carlin Moura foi acompanhado dos secretários municipais de Comunicação e Transparência, Albert Plucky, e de Esporte, Lazer e Juventude, Paulo Prado, além do secretário-adjunto da pasta esportiva, Carlos Xavier.

O prefeito destacou que é uma honra Contagem receber a tocha olímpica. “Temos investido no incentivo ao esporte. Hoje, o município se destaca no vôlei, na ginástica de trampolim e nas lutas olímpicas. É uma das nossas prioridades incentivar a população à prática esportiva. Com isso, investimos em segurança e saúde. A tocha olímpica é de grande importância para passar esse sentimento à população. Faremos uma cerimônia de alto nível aqui em Contagem para honrar a tradição dos Jogos Olímpicos”.

No evento, a presidenta Dilma Rousseff destacou sobre a importância da tocha, que circulará pelo Brasil. Segundo ela, será “empunhada por homens, mulheres, jovens e crianças do nosso povo. Ela vai ser sentida em vários municípios, desde a distante Amazônia, passando pelo Centro-Oeste, até São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, enfim, no Brasil de Norte a Sul e de Leste a Oeste”.

O ministro do Esporte, George Hilton, lembrou que o fogo olímpico continuará no país, mesmo quando a tocha olímpica se for, pois o governo da presidenta Dilma trabalha pela construção do Sistema Nacional do Esporte, que chegará ao Congresso dentro de dois meses e, uma vez tornado lei, elevará nosso esporte há patamares acima do que se encontra hoje. “O governo também desenvolve, nesse momento, o programa dos Centros de Iniciação ao Esporte, voltado para o início da prática esportiva. Eles estão espalhados em todas as regiões, em mais de 260 municípios brasileiros”, informou.

O presidente do Comitê Organizador Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, ressaltou o calor humano brasileiro e o apoio do poder público para consolidar a logística do revezamento do fogo olímpico no país. “Queremos mostrar ao mundo a química que, acreditamos, vai nascer do encontro da Chama Olímpica com o calor humano brasileiro. Seria impossível montar tal logística sem a colaboração dos governos e seus serviços públicos, como segurança, controle de tráfego e ordem pública, entre outros”.

Revezamento do fogo olímpico
A jornada da tocha olímpica terá início na Grécia, em maio do ano que vem. De lá, passará por cidades gregas até chegar ao Brasil, onde percorrerá as cidades brasileiras, aproximadamente, 20 mil quilômetros, durante 100 dias.

Além de voar 10 mil milhas pelo Brasil, a tocha olímpica deverá ser carregada por cerca de 12 mil condutores. Nos locais onde passar vão haver eventos esportivos e atrações culturais. O revezamento será feito, além dos carregadores, por um comboio de veículos, que deve passar por cerca de 500 cidades: 300 receberão o revezamento propriamente dito e outras 200 assistirão à passagem do comboio com a chama exposta. A lista completa do trajeto será divulgada no início de 2016.

O circuito foi definido levando em conta critérios logísticos, turísticos e culturais. Além de envolver o povo brasileiro no aquecimento para os Jogos Olímpicos de 2016, a ideia do revezamento é contar histórias de todos os lugares do Brasil e servir como um legado de inspiração para as gerações futuras.

Contagem e o investimento no esporte
Hoje, Contagem se destaca no incentivo ao esporte amador e especializado. A cidade é referência na ginástica de trampolim. O município agora conta com um centro de excelência e também é palco dos jogos de vôlei do Sada Cruzeiro. Como um grande incentivador do esporte contagense, o prefeito Carlin Moura entregou 132 kits esportivos aos times de esporte amador e já reforma seis campos de futebol. A cidade também realiza todos os anos a famosa Corrida da (avenida) João César de Oliveira e está implantando os programas Segundo Tempo e Vida Saudável, em parceria com o Ministério dos Esportes, que irá beneficiar milhares de idosos e jovens. Nas atividades para jovens entre 11 e 17 anos, destacam-se treinamentos nas modalidades de handebol, futsal, basquete, futebol de campo, vôlei, hockey, tênis de mesa, xadrez, entre outras.

Uma cidade repleta de obras
Contagem é uma das cidades mineiras que concentra hoje o maior volume de investimentos em mobilidade urbana, infraestrutura, saneamento e pavimentação. São mais de R$ 600 milhões aplicados na construção de trincheiras, viadutos, novas avenidas sanitárias, canalização de córregos, unidades de saúde, moradias, escolas e centros infantis, dentre outras, que devem chegar ao montante de R$1,2 bilhão até 2016, com previsão de 175 entregas de obras, serviços e programas que estão sendo executados no município.

Contagem cresce no desenvolvimento social, urbano e econômico, beneficiando, diretamente, os mais de 640 mil moradores e ampliando a geração de empregos. Em março deste ano, o governo Carlin Moura deu início a maior obra de Contagem dos últimos 30 anos: a Trincheira do Itaú, que fica no cruzamento entre as avenidas David Sarnoff e Babita Camargos, na Cidade Industrial. Somente para esta obra, a prefeitura investe mais de R$ 23 milhões. As intervenções seguem o cronograma à risca e devem ser entregues até junho de 2016.
Ainda este ano serão inaugurados o novo Pronto-Socorro do JK, a nova Maternidade Municipal, Cemeis e novas moradias para a população carente da cidade. Além disso, cinco unidades de saúde estão sendo construídas. Foram retomadas as obras da construção da avenida sanitária Imbiruçu, no Petrolândia. A prefeitura está investindo cerca de R$ 3,5 milhões, em intervenções de drenagem, pavimentação e urbanização da via. Com mais de 85% das ações concluídas, as obras são executadas em parceria com a Copasa.

Mais Saúde
São quase R$ 40 milhões em obras já em execução. Duas grandes obras estão previstas para serem inauguradas ainda este ano: o novo Pronto-Socorro do JK e a nova Maternidade Municipal. O novo Pronto-Socorro do JK já está com quase 92% das obras concluídas, onde serão atendidas mais de 400 pessoas por dia. Um investimento de cerca de R$ 5 milhões.

Já a Maternidade Municipal proporcionará o aumento em mais de 100% do número de partos realizados na cidade, com capacidade para até 600 por mês. Serão 168 leitos, incluindo UTIs para bebês e mulheres, além de pronto-socorro pediátrico 24 horas e ambulatório para bebês de risco. São cerca de R$ 27 milhões investidos na construção. A prefeitura também acelera a construção de cinco unidades de saúde nos bairros Morada Nova, São Mateus, São Joaquim, Ressaca e Maria da Conceição, com investimentos de mais de R$ 7 milhões, beneficiando, diretamente, mais de 50 mil pessoas que utilizam os postos como porta de entrada na saúde pública.

Contagem é, hoje, a cidade que mais recebeu médicos cubanos pelo Programa Mais Médicos no Brasil. São 53 ao todo. Com aprovação de 95% da população, o programa possibilitou a cidade atingir 100% de cobertura médica na atenção básica, com considerável aumento no número de atendimentos.

Moradia
A prefeitura, em parceria com o governo federal, constrói cinco conjuntos habitacionais, nos bairros Cândida Ferreira, Vila Barraginha, Vila Beatriz, Maria da Conceição e Vila Itália. Os investimentos ultrapassam R$ 30 milhões, beneficiando, diretamente, mais de 1.600 pessoas, com moradias estruturadas e acesso aos serviços públicos de saúde, educação, cultura e lazer.

Educação
Os quase 30 mil moradores dos bairros Sapucaias II e III, Solar da Madeira, Nascentes Imperiais, Estâncias Imperiais e Vila Beija-Flor ganharão mais duas escolas municipais. As unidades estão em construção nos bairros Sapucaias II e III, com previsão de entrega entre o final de 2015 e início de 2016. São cerca de R$ 12 milhões aplicados nas obras. Cada unidade, construída em terrenos de 8 mil metros quadrados, terá dois pavimentos e quadra poliesportiva coberta. Os prédios terão 14 salas de aula, duas salas funcionais, sala de vídeo/DVD, laboratório de informática e matemática, sala de artes, pátio coberto, biblioteca, rampa e escadas de acesso ao segundo pavimento.

Intensificando a política pública de universalização do acesso à Educação Infantil, a prefeitura constrói mais escolas infantis (Cemeis), nos bairros Central Park e Linda Vista. As unidades representam cerca de R$ 2,5 milhões em investimentos.

Por Cristiane Oliveira