Cidade é considerada referência no Programa Mais Médicos e tem 27 profissionais cubanos em atuação

  • Facebook
  • Twitter

Prefeito Carlin Moura recebeu comitiva de cubanos liderada pelo ministro da saúde de Cuba, Roberto Morales Ojeda

A cidade de Contagem, uma das referências do Programa Mais Médicos em Minas Gerais e no Brasil, recebeu, nesta terça-feira (17/11), o ministro da saúde de Cuba, Roberto Morales Ojeda, que liderou uma comitiva formada por outros cubanos, representantes da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), do Ministério da Saúde e da prefeitura, para diálogos sobre a implementação do programa e visitas a duas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Oitis e Jardim Laguna, na região da Ressaca. Contagem é a segunda cidade mineira com mais profissionais do “Mais Médicos”, contando hoje com 55 médicos, e destes, 27 são cubanos.

A chegada dos profissionais no município proporcionou a Contagem atingir 100% de cobertura médica do Programa Saúde da Família (PSF) e um crescimento de 20% no atendimento da atenção básica.

Para o prefeito Carlin Moura, que recebeu a delegação em seu gabinete, os bons resultados confirmam a escolha certa do governo federal, que tem investido no programa e no fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). “Nós estamos vivendo políticas públicas importantes nos últimos 12 anos, que têm nos ajudado a mudar a cara do Brasil e os nossos indicadores sociais. A população brasileira começou a ter acesso à saúde com a criação do SUS, em 1990. Depois, tivemos que solucionar a demanda da falta de profissionais em áreas periféricas, e para isso, foi implementado o “Mais Médicos”. Nós de Contagem somos a prova viva do sucesso da implantação desse programa”.

Atualmente, mais de 1.200 médicos atuam nas cidades mineiras, em regiões que sofriam alguma deficiência no atendimento à atenção básica, considerada o grande gargalo da saúde, e destacada pelo ministro Roberto Morales como a principal solução para a melhora na qualidade de vida das pessoas.

Segundo Morales, em Cuba, a atenção básica foi responsável por diminuir a taxa de mortalidade infantil e de gestantes, além de dar um salto na expectativa de vida do país. “A única maneira de se alcançar um sistema de saúde de qualidade é dar foco à atenção básica. A proposta do Brasil de incrementar o número de médicos por número de habitantes vai ao encontro desse objetivo. Hoje, nossos médicos contribuem para que 60 milhões de pessoas passassem a ter acesso, o que não tinham antes. Em Cuba, chegamos à proporção de 7,7 médicos para cada mil habitantes (um para cada 130), a taxa mais alta do mundo”.

  • Facebook
  • Twitter

Evandro Silva, secretário municipal de Saúde

O secretário municipal de Saúde, Evandro Silva, destacou que o Brasil ainda tem muito a aprender com a política cubana, e Contagem está no caminho certo. “Os brasileiros respondem positivamente à forma como os médicos cubanos se aproximam do paciente, e isso está mudando a nossa realidade, como pôde ser visto nas UBSs que visitamos, em áreas de vulnerabilidade social. Temos orgulho de nos considerarmos irmãos de Cuba”.

Os cubanos são referência mundial na formação de médicos. Atualmente, existem aproximadamente 20 mil alunos nas universidades do país, sendo que metade deste número corresponde a estudantes estrangeiros. Mais de 325 mil médicos cubanos estão em atividade em 180 países no mundo todo.

Segundo a embaixadora de Cuba no Brasil, Maria Elena Ruiz Capote, as estatísticas comprovam o caráter social adotado pelo regime cubano. “O sucesso da nossa política de medicina tem a ver com essa solidariedade de países como o Brasil, e agradecemos pela acolhida a nossos profissionais. O “Mais Médicos” é um programa vitorioso, e para Cuba é uma honra contribuir com esse trabalho, que não se refere apenas à saúde, mas também inclusão social”.

Uma pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) também reafirma a boa relação dos brasileiros com os cubanos: mais de 90% aprovam a atuação destes profissionais no país.

O diretor-adjunto do Departamento de Planejamento e Regulação de Provisão de Profissionais da Saúde do Ministério da Saúde (Depreps), José Santos Souza Santana, destacou que a experiência de Cuba serve de exemplo para o Brasil, e também foi inspiradora para sua trajetória pessoal. “Estamos à disposição para que o programa seja um sucesso no Brasil inteiro, inclusive aqui em Contagem. Para mim é uma honra muito grande receber essa comitiva, a revolução de Cuba sempre me serviu de estímulo”.

Além do êxito no programa, as relações de Contagem com Cuba se estreitaram no início deste ano, quando uma comitiva contagense visitou a cidade de Cienfuegos, considerada “irmã” do município desde 2006. Diversos aspectos da política local serviram de inspiração para o prefeito Carlin Moura, como por exemplo, o Programa Brigada da Limpeza, que valoriza e contribui para a manutenção da cidade.

Por Cristiane Oliveira
Fotos: Ricardo Lima