Contagem recebeu o primeiro médico do Programa Mais Médicos do governo federal. A prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, deverá receber nos próximos meses mais profissionais da área para ampliar o atendimento de saúde aos moradores da cidade, principalmente nas regiões periféricas.

  • Facebook
  • Twitter

Contagem recebe primeira médica do Programa Mais Médicos

A paulistana Rosangela dos Santos é a primeira a chegar no município pelo programa. Ela irá reforçar os trabalhos da Unidade Básica de Saúde de Nova Contagem. Na manhã desta quarta-feira (4/9), a médica fez os primeiros atendimentos. “Queremos trazer para a população um acolhimento que lhes proporcione segurança e bem-estar”, disse a médica.

Aguardando o atendimento, Alcione Lourenço, moradora da região, saudou a chegada da profissional. “Para nossa região é bem-vinda. Vai agilizar os atendimentos”, disse. A unidade de saúde faz uma cobertura de cerca de 8 mil pessoas na região.

Os médicos cadastrados receberão uma bolsa federal de R$10 mil mensais, e terão de cumprir jornada de 40 horas semanais. O município ajudará com moradia e alimentação para os médicos do programa.

O secretário de Saúde, Ricardo Faria, aprovou a iniciativa do governo federal. “A chegada desses profissionais ao município vai proporcionar ampliação das consultas à população. Nessa equipe de Nova Contagem, por exemplo, vai desafogar o atendimento”.

Em Contagem, a prefeitura continua investindo na contratação de mais médicos. A atual gestão já contratou 575 novos profissionais do setor, sendo que deste total, 175 da área médica, em diversas especialidades.

Para o prefeito Carlin Moura, a saúde é prioridade. Segundo ele, a prefeitura está trabalhando para melhorar o atendimento às famílias contagenses. “Já entregamos à população duas novas Unidades Básicas de Saúde, a Oitis e a Joaquim Murtinho, acabamos de inaugurar a Casa da Gestante, e estamos negociando com o governo do Estado a construção de mais 14 novas UBS´s, além de uma fábrica de remédios na cidade”.

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil possui 1,8 médicos por grupo de mil habitantes. Índice menor do que em outros países, como a Argentina com (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9) e Espanha (4).

Por Cristiane Oliveira