A comunidade educacional se reuniu com representantes do governo, na terça-feira (19/7), no Hotel Manferrari, para um debate sobre novas propostas que visam a melhoria e aperfeiçoamento da educação no município, que busca o reconhecimento da ONU como uma “Cidade Aprendizagem”. Sob a coordenação dos secretários de Educação, professor Ramon, e de Defesa Social, José Rodrigues, o evento teve a participação de cerca de 40 pessoas, entre professores, diretores e funcionários do segmento.

Também foram apresentados os principais investimentos da gestão no segmento da educação. Em destaque está a reabertura das unidades da Funec, que possibilitou mais de 11 mil vagas nos quatro anos de governo e a capacitação profissional de quase 4.500 pessoas em 186 cursos. Prioridade desta administração, as unidades foram reconhecidas no Enem 2014, quando a Funec obteve a nota mais alta entre as escolas públicas de Minas Gerais.

A educação infantil também foi fortalecida e valorizada, com a abertura de 1.350 novas vagas e a entrega de nove Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis). Com um ano de antecedência, Contagem atingiu a meta do MEC e garantiu vagas para todas as crianças de 4 e 5 anos. Para atingir o próximo desafio, de colocar todas as crianças de zero a 3 anos nas escolas, está prevista a construção de sete novas unidades. Todo esse investimento na educação infantil foi levado em conta para que a cidade fosse contemplada com o prêmio Prefeito Amigo da Criança, da Fundação Abrinq, no último mês.

O professor Ramon destacou a importância deste encontro da comunidade educacional. “Esta foi a nossa primeira reunião, em que tivemos a oportunidade de debater o cenário da educação. O segmento está construindo uma série de propostas que futuramente serão apresentadas ao governo, para que possamos seguir evoluindo”.

Para o secretário José Rodrigues, tanto a apresentação dos resultados quanto o diálogo para o futuro são muito relevantes para o reconhecimento do setor. “Tivemos um debate sobre o que é necessário para dinamizar, qualificar e ampliar o trabalho, que já é reconhecido em toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte”.

Entre as principais ideias, está a ampliação da educação infantil, a reforma das unidades escolares, a ampliação do caráter de capacitação profissional da Funec, e a evolução da escola integral e escola integrada.

Todas essas propostas vêm ao encontro do planejamento do governo, que prevê mais investimentos nos Cemeis e nas creches conveniadas, e ainda nos cursos do Pronatec e do programa Menor Aprendiz, que preparam os estudantes para o mercado de trabalho. Nessa gestão, 48 escolas, unidades da Funec e Cemeis receberam intervenções e melhorias.